sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

O fantástico arroz negro.

 por Vinícius de Mello

o exótico arroz negro em sua essência.
Continua o jantar nº 1, com o prato principal.
Uma receita luxors que eu achei atrás da caixinha do arroz negro La Pastina, no Carnaval de 2008. Comprei numa loja de importados, mas depois observei que se acha também em lojas de produtos orgânicos/naturais e na despensa de gente feliz, diga-se, Pão de Açúcar!! 

Ah, o arroz negro! Como foi bom conhecer essa delícia. Sinto-me na obrigação de comentar sobre ele. Originário da China (hoje se cultiva no Brasil, mas o chinês seguramente é melhor), trata-se de um  arroz de grão curto e meio arredondado, textura macia, sabor e aroma acastanhado e coloração preta. É cultivado há mais de 4 mil anos, com fama de produto afrodisíaco era chamado de “Arroz Proibido”, pois era consumido apenas pelo Imperador, cabendo aos seus súditos somente a produção dos grãos. Tem 20% a mais de proteína, 30% a mais de fibra, tem menos gordura e menor valor calórico que o arroz integral. É mais rico em compostos fenólicos que são benéficos à saúde humana, pois são substâncias que previnem o envelhecimento por seu poder antioxidante. Por ser um produto exótico, é muito apreciado pelos chef’s da gastronomia nacional e internacional.

Sendo assim, se  joga na tinta do arroz negro, é muito bom!!
o Arroz Negro com Manga e Salmão que eu servi, foi o desta receita aqui.

Eu ainda deixei uma parte do salmão sem misturar ao arroz, já que meu irmãoamigopaixão Danilo Chiarotti comprou um salmão tão bom e tão lindo que assado ficou melhor ainda! 

Vinícius não tem medo de colocar a mão na massa, tudo para o tempero ficar perfeito.

o arroz negro foi sevido com uma postade salmão, com uma apresentação linda.

A correria não permitiu uma sobremesa mega elaborada. Pedi para a aniversariante trazer um bolo, mas ela preferiu cantar parabéns com sorvete, já que fazia muito calor.
Olhando as fotos deste dia, vejo a alegria estampada na gente. Foi tão gostoso! No mesmo dia, eu senti que algumas amizades se fortaleceram e que aquilo era o início de uma temporada feliz. E foi, está sendo (perdoem o gerúndio), sempre será.
Vínculos de pessoas muito queridas, amarradas por outros vínculos, de gente que se conhecia há algum tempo, e outros que acabavam de se conhecer. Uma teia cósmica de luminosidade contagiante! Eu, cristão, espírita, espiritualista, reencarnacionista, credor dos princípios sutis que movem a Vida, não posso deixar de expressar aqui o que realmente me toca quando estamos juntos:
A REINCIDÊNCIA DE  OUTRORA, ANTIGOS E NOVOS LAÇOS SE FORTALECENDO, EVENTOS EM SINCRONICIDADE, ENCONTRO DE ALMAS AFINS, SINERGIA... E O MAIS IMPORTANTE, A CAPACIDADE DE AMAR EM EXERCÍCIO PLENO.
Beijo na alma e no coração de cada confrade. Obrigado por existirem e compartilharem essa dádiva comigo. Luz e glória!
*** Ah! E quando eu falo para vocês não saírem de casa sem o seu Vinícius de Mello, é justamente isso: não sair sem a alegria, o amor e a gratidão pela Vida. Entre outras coisas, né?!
a grande mesa de amigos.

8 comentários:

Ju Padilha disse...

este foi um dos pratos, que mais me surpreendeu!!! primeiro pela surpresa com o arroz negro, que eu não conhecia e segundo, pelo sabor exótico e fantástico da combinação com a manga e com o salmão!
nosso amigo Vi arrasa! estou ansiosa para o novo jantar VM!
beijinhos!

Anônimo disse...

Nossa, que delírio gastronômico dos deuses!
Agora, o texto...,pura luz, intimidade com as letras e as maravilhas que se podem produzir ao costurá-las. Perfect...Parabéns!Regina, Mã da Ju Padilha.

Vinicius disse...

Regina, você é uma querida por tabela!!
Amo sua filhota e a costura é consequência do nosso convívio saudável, das descobertas de sabores, das magias que a amizade proporciona!

Beijão.

Confrades, o meu próximo jantar promete ser, no mínimo, inusitado.

Dan disse...

Ah, queria ter saído na foto!
Mas é muito bom poder registrar estes momentos tbem, com a super máquina da Ju Buosi!
ehehe

simone duboc disse...

Ahhhhhhhhhhhhh vou ter que colar um pedacinho de um e-mail que amo tanto e completar esse texto com uma sobremesa.
Palavras do Vinicius: "...eu disse a mim mesmo que não faria mais novos amigos, pela dificuldade de gerir, manter e ZELAR por amizades que são tão valiosas.
O tiro saiu pela culatra... rs!!! Começou aparecer gente de todos os lados e logo percebi que afeto não se conta, não se mede, tampouco se prevê.
EU QUERO MESMO UM MILHÃO DE AMIGOS!"

juliana disse...

Vendo as fotos deu saudade, muito bom voltar o ciclo novamente, com o Vi novamente à frente da próxima confra. Aguardo ansiosa!

Juliana Buosi disse...

Confrades Amados...
Ahhhh que emoção ver esse texto, essas fotos, maravilha sentir esse inicio delicioso!

Amo vocês demais!!!

Beijos

Vinicius disse...

Si, amei o que você lembrou!